Retrospectiva 2019 - Fiscal

Nota Fiscal de Energia Elétrica Eletrônica - NF3e

Foi implementado o modelo de nota "Nota Fiscal de Energia Elétrica Eletrônica - NF3e (modelo 66)". 

No movimento de notas fiscais, o campo "NF3e subst." será habilitado para que seja informado o número da chave de acesso da nota de energia eletrônica substituída.

O campo estará disponível no lançamento de notas modelo 66, quando o tipo da NF3e for 2 (NF3e substituição).

 



DIME - Não gerar registro 48

Sua empresa pertence ao estado de Santa Catarina? Então esta novidade é pra você!

Pensando em te auxiliar, foi implementada em Lançamentos > Nota Fiscal > Nota Fiscal > Saída > Aba Específico - SC > Agrupamento DIME-SC, a opção "Não gera registro 48".

A opção estará disponível no lançamento de notas de saída de empresa do estado de Santa Catarina, quando o tipo do código fiscal (CFOP) for de Energia Elétrica, Comunicações ou Transporte.

 


Antecipação Parcial - GO

De acordo com o DECRETO Nº 9.104 12/17, foi instituída a Antecipação Parcial no Estado de Goiás. Pensando em você, a Alterdata implementou o cálculo dessa obrigação no sistema Escrita Fiscal, sendo possível a geração da guia DARE e do Relatório Demonstrativo da Antecipação Parcial.

       


Fechamento em Bloco

Foi implementada na Central SPED Reinf, o Envio do Fechamento em Bloco. Através dessa implementação será possível efetuar o envio do R-2099 de todas as empresas do escritório com período em aberto, ou de apenas algumas, de forma aglutinada.


Processos administrativos/Judiciais

Você sabia que para o envio dos Processos Administrativos/Judiciais no REINF se faz necessário informar o Código do Indicativo da Suspensão?!

Segundo o manual, é obrigatório informar esse código quando em um mesmo processo, houver mais de uma matéria tributária, objeto de contestação, e as decisões forem diferentes para cada uma.

Sendo assim, para evitar problemas de validação, escondemos o campo de "Código do Indicativo da Suspensão", deixando o mesmo visível apenas ao gerar o R-1070, conforme tabela a seguir:

Cod.Tributo
1PIS
2COFINS
3CSLL
4IRPJ
5Cont. Prev.
6CPRB
7GILRAT
8SENAR





Geração da Guia DAS

Ao gerar a guia DAS pelo PGDAS, poderá ocorrer uma diferença, se comparado com o valor da guia calculada pelo sistema Fiscal, isso por conta de arredondamentos realizados.

Por isso, agora, quando o módulo da DAS se conectar com o PGDAS, o valor da guia gerada no Fiscal será atualizado, ficará conforme o valor da guia gerada no PGDAS.

Também será feita a seguinte verificação ao realizar a geração do relatório de conferência da DAS ou a geração da DAS pela segunda vez no Fiscal:

                  • Caso o novo valor a pagar tenha uma diferença de até 10 centavos se comparado com a guia anterior, gerada na integração com o PGDAS, o valor da guia não será atualizado no módulo Gerenciar Guias.
                  • Se a diferença for maior que 0,10, o valor da guia será atualizado em Gerenciar Guias, neste caso, é indicada uma nova integração com o PGDAS, para que o movimento também seja atualizado neste portal.


Foi incluída uma observação ao final do relatório de conferência da DAS, para que você tenha ciência de que podem existir divergências de valores entre o sistema e o PGDAS.




Movimento de Notas Fiscais

Mais uma novidade no sistema!

Foi implementado no movimento de notas fiscais o campo "BP-e subst."

Neste campo você poderá informar o número da chave de acesso do bilhete de passagem eletrônico substituído.

O campo estará disponível no lançamento de notas modelo 63 de saída, quando o tipo da BP-e for 3 (BP-e de substituição).

 




Rotinas Automáticas

O sistema Fiscal está repleto de novidades! 

Foi implementada a configuração "Considerar XML em subpastas" nas configurações do agendamento da rotina automática da importação de Notas (Cadastros > Rotinas Automáticas)

O novo recurso atende usuários que mantinham uma organização de pastas numa hierarquia de CNPJ, ano, mês. Isso forçava que o agendamento sempre fosse editado a cada mudança de mês para compreender a competência da pasta organizacional do usuário. Com a nova opção basta indicar a pasta raiz!

Para evitar que notas já adicionadas/importadas sejam incluídas novamente no conciliador, foram desconsideradas da leitura de XML as pastas que foram criadas automaticamente pelo importador NFe, ou seja, as pastas com as descrições: "Adicionados", "Adicionadas automaticamente" e "Importados".




Importador NFSE - XML

As novidades não param! 

Foi implementado um novo recurso para demonstrar aos usuários os Layouts de importação de notas de serviço atualizados ou novos nas atualizações das versões do módulo Importador NFSE - XML.

A tela com a mensagem será exibida ao abrir o movimento de notas de serviço de saída e ao selecionar um fornecedor nas notas de serviço tomador.

Já no movimento de serviço tomador, será demonstrado no vínculo do fornecedor no lançamento manual com duas mensagens distintas:

Quando o fornecedor selecionado for estabelecido em um dos municípios liberados na versão (seja atualização ou implementação), a mensagem demonstrará no texto que a importação do município do fornecedor selecionado está disponível. Quando o fornecedor selecionado não possuir o município selecionado em seu cadastro, porém possuir a UF e algum município desta UF for liberado na versão, irá demonstrar no texto que a importação para novos municípios daquele estado está liberada:



Tipo de Equivalência

Em Cadastros > Empresas > Equivalência - CST/CSOSN, foi implementada uma melhoria, onde foi criada a opção de cadastro de equivalência de CST de IPI por CFOP para importação de notas pelo importador INFE. 

Para incluir a equivalência de IPI, a tela foi modificada incluindo um campo no topo da tela com as opções de "ICMS" e "IPI".

E também, foi incluída a coluna "Tipo" na tela dos lançamentos de equivalência, onde será apresentado o tipo de equivalência selecionado. 

A partir do momento que você realiza esse cadastro, não será necessária a alteração do CST de IPI dentro dos itens das notas para o cálculo do imposto, uma vez que o sistema irá respeitar e equivalência cadastrada. Dessa forma, seu tempo será otimizado!


Revendedora de Veículos

E as novidades não param!! 

Foi implementada a apuração do IRPJ/CSLL/PIS/COFINS para empresas de revenda de veículos, o cálculo será feito com base no lucro obtido com a venda, ou seja, a diferença entre o valor da venda e o valor da aquisição do veículo.

Este cálculo está disponível para as empresas do Lucro Presumido.


Excluiu algum evento da EFD Reinf ? 

Agora, ficou bem fácil identificar! 

A partir da versão 6.12.99.2, quando houver a exclusão de algum evento de inclusão como: R-2010, R-2020, R-2030, R-2040, R-2050 ou R-2060. Após, nova geração dos eventos periódicos, na Central Reinf será gerado o evento do tipo R-9000, com o mesmo número do recibo do evento excluído. Quando o evento for processado será alterado automaticamente o status do evento de inclusão de "Processado" para "Excluído na Reinf".

Facilitando assim, a visualização dos eventos que foram excluídos na REINF. 




Tipo de Pagamento para o Sped ICMS/IPI

De acordo com o layout do Sped Fiscal o tipo de pagamento passou a ter os indicativos de pagamento:

0 - À vista

1 - A prazo

2 - Outros

Para atender a essa solicitação foi ajustado em nosso movimento de notas fiscal na aba Fatura/Duplicata > Duplicata o tipo de pagamento para " À vista", "A Prazo" e "Outros", substituindo a opção Sem Pagamento.





Empresas enquadradas no Convênio ICMS 106/96.

Para empresas do RJ e PR enquadradas no Convênio ICMS 106/96, foi implementado regra de estorno de crédito de ICMS, onde o sistema não estornará mais o ICMS referente as anulações de serviços de transporte e devoluções na entrada. Apenas, será feito o estorno de 20% sobre o ICMS destas anulações.



GIA-RS

Conforme a nova regra do validador da GIA-RS, a partir da competência 07/2019 foi criado o campo 17, que receberá o saldo credor da substituição tributária (ICMS ST) apurado na competência anterior.

Anteriormente este valor era somado ao campo 16 (saldo credor transportado de períodos anteriores).

Dessa forma, foi criada uma proteção para não serem gerados os lançamentos de ajustes no movimento de Outros Débitos e Créditos de ICMS ST e ICMS Normal, referentes ao saldo credor do ICMS ST apurado na competência anterior. 




Contribuição sobre a Produção Rural (FunRural)

Pensando em te auxiliar, foi implementado o campo "Não incide Cont. Produção Rural" no cadastro do produto.

Marcando essa opção toda a movimentação do respectivo produto não será considerada no cálculo da Contribuição sobre a Produção Rural (FunRural) que é efetuada pelo sistema do Departamento Pessoal. Esse campo também foi habilitado na edição em bloco do cadastro de produtos.

Essa ferramenta será considerada a partir da versão 6.12.73.3 do Departamento Pessoal.




Rotinas Automáticas

Você realiza agendamentos de rotinas no sistema Fiscal? Temos novidade pra você! 

Pensando em ajudar você, foi implementado no recurso de rotinas automáticas uma proteção para agendamentos configurados com período de escrituração para o 'mês corrente', onde será realizada a importação de notas a partir da última importação.

Desta forma, se houver mudança de mês entre a última execução e a inicialização de uma nova, caso ainda possua notas a serem importadas do mês anterior, estas também serão consideradas. 




Obrigatoriedade EFD ICMS/IPI - Pernambuco

As novidades não param! 

Para te auxiliar, foi implementado a geração do registro C177.

Este registro será gerado para notas de entrada e/ou saída modelo 01, 1B, 04 ou 55, cuja o item tenha valor no campo "Informações adicionais do PRODEPE" da aba "Ajuste SPED Fiscal."

Ou quando no cadastro do produto, movimentado na nota, na aba "ICMS e IPI" tiver informação no campo "Informações adicionais do PRODEPE".

Além do registro C177, também foi implementado a geração dos registros 1960, 1970, 1975 e 1980 referente a Guia de Informação e Apuração de Incentivos Fiscais e Financeiros (GIAF).

O mesmos serão gerados com base no movimento GIAF


FCP - DF

Mais uma novidade pra você! 

Para as empresas do Distrito Federal e para o SPED Fiscal, estando a opção de gerar o registro C197 selecionada, ao realizar o alinhamento de saldo a partir da referência 07/2019 para operações internas que possuam itens com valor de FCP e/ou FCP ST, será criado um lançamento de "Ajuste SPED fiscal" para os modelos de notas 01, 1B, 04, 55 ou 65. Esse recurso você encontra em Lançamentos >> Nota Fiscal >> Nota Fiscal. 





Temos novidades para você do Distrito Federal quanto a geração do registro C197 no SPED Fiscal

Para você que trabalha com empresas domiciliadas no Distrito federal e precisa realizar a geração do registro C197 do arquivo SPED Fiscal, veja essa novidade:

A partir de agora, o sistema passa a controlar a geração do registro C197 com base no código de ajuste SPED informado no lançamento do item dentro da nota fiscal, aba Itens da nota > subaba "Ajuste SPED Fiscal". Com este novo controle, o sistema não realizará mais o lançamento em Outros Débitos e Créditos de ICMS sobre as notas interestaduais de ativo e/ou material de uso e consumo.

Para apuração, na nota deve haver também o lançamento do diferencial de alíquota na aba Geral, conforme imagens ao lado.



Controle automático da Lei 3.168/03 para geração do SPED Fiscal

Mais novidades para você do Distrito Federal!

Você que possui empresas enquadradas na Tributação Simplificada Lei 3.168/2003, será preenchido o código de ajuste SPED nos lançamentos criados de forma automática pelo sistema em Lançamentos > Outros Débitos e Créditos > ICMS.

Para atender a geração do SPED ICMS, será criado na aba "Débitos especiais" do movimento de Outros Débitos e Créditos > ICMS os lançamentos referentes ao "FITUR/DF - Fundo de Fomento à Indústria do Turismo do DF" e o "Programa de Incentivo Bolsa Universitária". 



Agora para quem está no Distrito Federal mas possui empresas do Simples nacional

A novidade agora é para as empresas simples nacional!

Agora,  ao realizar o alinhamento de Saldo, na aba Manutenção, será criado um lançamento de "Estorno de crédito" no movimento de outros débitos e créditos de ICMS automaticamente, referente ao valor total de ICMS destacado nas notas de entrada.

O lançamento será criado com a observação "Estorno de créditos de ICMS - Simples Nacional DF", com o código de ajuste "DF010231" e com a ocorrência "299".



Tributação Simplificada Lei 5.005/2012

As novidades não param!

A partir dessa versão do sistema, os códigos de ajuste SPED, nos lançamentos criados em Outros Débitos e Créditos serão preenchidos de forma automática pelo sistema para atender a geração do SPED Fiscal.

Acessando a aba "Informações Complementares" do movimento de Lançamentos > Outros Débitos e Créditos > ICMS os lançamentos referentes aos "Valores Declaratórios" dos Códigos de Ajuste da Tabela 5.2 do SPED, gerando de forma automática um lançamento para cada variável e seu respectivo código de ocorrência.

Segue a relação das variáveis e seus respectivos Códigos de Ajuste Sped:

          • BCo -   DF000001

          • BC  -   DF000002

          • VCv -   DF000003

          • VTB -   DF000004

          • VI    -   DF000005

          • VINT   - DF000006



Atualização na central SPED Reinf

Nessa versão houve uma atualização na central SPED Reinf que facilitará muito nessa obrigação, confira!

Pensando em simplificar essa rotina, centralizamos todas as funcionalidades do SPED Reinf  em um único menu.

Também mudamos o nome da ferramenta "Recursos recebidos/repassados por associação desportiva"  para "Movimento de Associação Desportiva", mantendo sua funcionalidade, visando uma melhor distribuição da tela.

E não para por aí...

Agora será possível efetuar filtros/visualizações das configurações dos certificados por empresa, também será possível efetuar a configuração dos certificados das empresas que ainda não possuem.






Melhoria em Lançamentos - Movimento SPED - Controle da Produção/Estoque - Bloco K - Importar Dados

As novidades não param, agora é na importação de informações dos registros K200 e K280 para o movimento do bloco K do SPED Fiscal!

Economizaria muito tempo se fosse possível importar o estoque final e a correção do estoque do período anterior por planilha excel, seria espetacular não é mesmo?

A partir dessa versão é possível! é isso mesmo! Fácil e prático!





Implementado conforme a Portaria SUCIEF Nº 055/2019 as alterações do código de ajuste SPED a partir de 04/2019

Também estamos sempre atentos a legislação em vigor!

Nessa versão implementamos as alterações do código de ajuste SPED.

Nas entradas interestaduais, quando o fornecedor da nota seja um produtor/fabricante, passará a ser gerado lançamento de ajuste SPED no código "RJ10080000". O mesmo ocorrerá para as entradas dentro do estado que possuírem movimentação de item configurado para o benefício  será realizado o lançamento de ajuste SPED no item com o código "RJ10080000".

Nos lançamentos de créditos presumidos sobre saídas interestaduais, o sistema continuará realizando um lançamento de outros créditos, mas será adicionado o código de ajuste SPED "RJ028001".

E o valor referente a ICMS mínimo será lançado como um débito especial com o código "RJ058001".

Além dessas alterações será realizado em outros débitos e créditos lançamento no campo de valores declaratórios com valor zerado a ocorrência SPED "RJ805357".

Para que os novos ajustes sejam criados no alinhamento de saldo de ICMS, a empresa além de participante do programa RioLog, deve também estar configurada para gerar o registro C197 do SPED Fiscal. 



Melhoria em Lançamentos - Nota Fiscal - Nota Fiscal 

Temos novidades também no lançamentos de Nota fiscais! Agora será possível detalhar o meio de pagamento da nota!

Para empresas que trabalham com lançamento de duplicata a opção fica disponível na aba Fatura/Duplicata - sub aba Meio de pagamento

Para as empresas que não trabalham com lançamento de duplicata a opção fica disponível na aba Pagamento - sub aba Meio de pagamento:


Melhoria em Cadastros - Clientes/fornecedores 

Você faz integração do movimento fiscal com o sistema contábil?

Temos uma novidade que vai facilitar muito sua rotina quando houver atualização no nome do cliente / fornecedor!

Vamos aos detalhes...

Foi criado em Configurações Opções - Exportação - Contábil Alterdata um checkbox com a descrição "Atualizar Descrição das Contas de Cliente/Fornecedor" contendo o comentário: "Marcando esta opção, sempre que o nome do cliente ou fornecedor for alterado, alterará também a descrição da conta contábil vinculada ao seu cadastro".


Implementada a integração fiscal x contábil por meio de pagamento das notas fiscais

E as novidades na integração fiscal x contábil continuam..

A partir dessa versão será possível integrar com o contábil o meio de pagamento informado nas notas fiscais! é isso mesmo!

E como ficarão os lançamentos?

Caso a empresa esteja com a opção "Desmembra por meio de pagamento" marcada e não possua um lançamento manual de desmembramento de valor contábil, no movimento de notas, no lançamento dos meios de pagamentos, será habilitado um novo campo para o lançamento automático, tanto na tela do lançamento manual, como no grid, conforme as telas ao lado.



Implementada importação do código de lançamento automático para o detalhamento do meio de pagamento da nota

Para empresas configuradas com a opção "Desmembra por meio de pagamento", será importado o lançamento automático informado no tipo de operação vinculado no cadastro do CFOP. 

Quando existir na nota a informação de meio de pagamento (Tag "tPag") e a empresa estiver configurada com a opção "Desmembra por meio de pagamento", na importação o sistema vincula o lançamento automático informado no tipo de operação vinculado no cadastro do CFOP de acordo com a operação e o meio de pagamento informado.



Implementada a apuração da restituição ou complemento do ICMS ST para empresas do Rio Grande do Sul

A novidade agora é para as empresas do Rio Grande do Sul, a partir dessa versão o sistema estará fazendo a apuração da restituição ou complemento do ICMS ST!

Fantástico não é mesmo?

Vamos aos detalhes...

A restituição do ICMS-ST ocorrerá nos casos em que nas vendas ao consumidor final for praticado preço inferior ao preço presumido que serviu de base para a retenção do ICMS na compra da respectiva mercadoria.

Já o complemento do ICMS-ST ocorrerá nos casos da comercialização das mercadorias, submetidas ao regime da substituição tributária, terem ocorrido pela prática de preço superior àquele presumido quanto a retenção do imposto pelo fornecedor.

 

 

 



Implementado o cálculo do crédito presumido para empresas do PR prestadoras de serviços de transporte não aéreo

Este cálculo consta no convênio ICMS 106/96, item 46, Anexo VII do RICMS/PR.

Foi criado no cadastro da empresa, aba área estadual, aba Paraná a configuração "ICMS Convênio 106/96". Ao marcar esta opção, o sistema fará o cálculo do crédito presumido automaticamente aplicando 20% sobre o valor de ICMS devido na prestação. O lançamento deste crédito será realizado no movimento de outros débitos e créditos de ICMS com a ocorrência específica para geração do SPED ICMS/IPI.

Como o contribuinte que optar pelo benefício não poderá aproveitar quaisquer outros créditos, o sistema também estornará automaticamente créditos de ICMS provenientes de saldos transportados de referências anteriores.

A opção pelo crédito presumido deve alcançar todos os estabelecimentos do contribuinte localizados no território nacional. Sendo assim, no caso desta nova configuração ser marcada em uma empresa nesta situação, as demais empresas centralizadas também serão configuradas para o benefício automaticamente.





Precisando detalhar os valores de ICMS ST de operações anteriores, conforme NT 2016 002 v 1.60?

Na versão 6.12.96.0 foi criada a tela de "Detalhar ICMS ST" no movimento de Itens da nota!

 Com 11 novos campos (Base ST, Alíquota, ST retido, Base FCP, Alíquota, FCP ST retido, Redução, Base ICMS, Alíquota, ICMS efetivo, ICMS) referentes a retenção de ICMS ST em operações anteriores (CST 60), para escrituração de notas fiscais modelos 55 e 65 conforme NT 2016 002 v 1.60.


Você que é contribuinte do estado do Rio de Janeiro, já conhece Resolução SEFAZ n°720?

Bom, conforme os itens 9.20 e 9.21 desta resolução, quando o contribuinte emitir notas fiscais de saída (modelo 55 e 65) com “Redução da base de cálculo”, “Redução de alíquota”, “Isenção” ou “Não incidência” e o valor desta operação seja informado no campo "vICMSDeson" na nota fiscal eletrônica (Valor do ICMS desonerado) ou quando emitir notas fiscais de saída com “Diferimento” cujo o valor desta operação seja informado no campo "vICMSDif " na nota fiscal eletrônica (Valor do ICMS diferido), ao gerar o arquivo da EFD ICMS/IPI o mesmo deve apresentar um registro C197 para cada item que tenha este valor além desta informação, também deve ser apresentado um registro E115 (valores declaratórios relativos ao ICMS) para cada código de benefício informado no item da nota.

Para te auxiliar a escrituração dessas informações nas notas fiscais de saída, foram criados alguns campos.

Com isso, ao realizar a configuração  e a importação do movimento de saída correspondente, tendo no item valor no campo "ICMS desonerado" ou "ICMS diferido" e informação no campo "Código" do quadro Benefício Fiscal (aba Ajuste SPED fiscal), correspondente ao cadastro informado em configurações gerais de ICMS, ao realizar o alinhamento de saldos o sistema fará automaticamente o lançamento de ajuste no item da nota para a geração do registro C197 e também fará um lançamento no quadro valores declaratórios do movimento de outros débitos e créditos para a geração do registro E115.

Observação:

Para configurar a empresa para gerar o registro C197, acesse Cadastro >> Empresas >> Aba Área Federal > SPED Fiscal e assinale a opção "Gerar registro C197 e D197".

Esta rotina, será utilizada apenas para lançar os ajuste do C197 referente a apresentação do ICMS para atender a esta resolução.



Precisando informar o valor de base para os valores de outros débitos de ICMS ST?

A partir da versão 6.12.95.0 do fiscal foi implementado o campo "Base", em outros débitos de ICMS - ST, ao realizar os lançamentos manuais de outros débitos, estorno de crédito para empresas de MG e a apuração de ST da UF de MG será gerado a linha 126 da DAPI - MG.


Valor da baixa das duplicatas nas retenções de PIS, COFINS, CSLL e IRRF, para apuração de empresas regime de caixa.

Agora, é possível incluir o valor da baixa da duplicata nas retenção de PIS, COFINS, CSLL e IRRF. O recurso está disponível no módulo gerenciador de duplicatas, ao realizar a edição em bloco, será possível vincular o valor da baixa na base dos impostos.

A retenção será calculada de acordo com a base e alíquota informada na edição.


Consultar o valor do ICMS excluído da base de PIS/COFINS

Para você que entrou na justiça e obteve aprovação no processo judicial para excluir da base de cálculo do PIS e da COFINS o valor do ICMS a recolher no período, já é possível conferir no sistema esses valores, através do BI Tributos, onde  é exibida a coluna ICMS Excluído. Porém, a partir da versão 6.12.95.0, essa informação não estará mais disponível para as empresas que não possui a liminar.

A coluna ICMS Excluído não será mais exibida na emissão do relatório do BI tributos.





Rotinas Automáticas

Já pensou em agendar rotinas no sistema, para que sejam feitas de forma automática?

Agora no sistema escrita fiscal, foi implementado o cadastro e controle de agendamento de rotinas. Onde será possível agendar para uma determinada hora e dia uma tarefa do sistema, facilitando cada vez mais o trabalho em seu escritório contábil.

De acordo com os parâmetros determinados para o agendamento, o processo entrará na fila de execução aguardando um computador disponível. A AVA ficará responsável por esse controle, onde iniciará os primeiros agendamentos de acordo com periodicidade.

Uma vez em execução a rotina, essa não interferirá no uso de outros recursos do sistema, pois vai trabalhar em segundo plano exibindo um status no rodapé do sistema.

Quando o processo estiver concluído, não se preocupe! A AVA será a responsável por  avisar que o processo foi concluído, criando de forma automática na aba gerente eletrônico o resultado da execução da rotina.

Atualização do status no rodapé do sistema.

A cada 15 segundos, no rodapé do sistema, será exibido um status atual da rotina agendada. Finalizando o processo será avisado através do pop-up da AVA, ao clicar no pop-up será direcionado para o Gerente Eletrônico, onde poderá ser verificado o resultado da importação.


Geração da Guia de ISS

Foi efetuada melhoria na geração da Guia de ISS, em aba Municipal > Guias de ISS, sendo inclusa uma configuração para que seja possível gerar a guia de ISS Retido com base na data de emissão ou de pagamento das notas de ISS Tomador, bastando apenas, na tela de seleção de Layout, configurar uma guia de ISS Retido para que seja emitida de acordo com cada data (emissão ou pagamento).

De acordo com essa configuração, para calcular o valor da guia, o sistema vai considerar as notas de ISS Tomador que estiverem no período da guia, de acordo com a data de emissão ou de pagamento das notas de ISS Tomador.





SPED Reinf

Foi implementando no cadastro da empresa, aba Área Federal > Sub aba SPED Reinf, a opção "Encerrar o envio do SPED-REinf nesta Software House", possibilitando então ao marcar essa opção, o recebimento no SPED Reinf de um evento R-1000 de alteração informando, o fim de validade das informações enviadas anteriormente. 

Ao marcar essa opção, será enfileirado de forma automática, um evento R-1000 de alteração, contendo os dados referente ao fim da validade.

**Essa opção só será habilitada se já tiver sido enviado um evento R-1000 anteriormente.





SPED Reinf - Como resolver 

Implementado no gerador do SPED Reinf a opção "Como Resolver" que de acordo com a ocorrência apresentada irá direcionar para uma dica da Central de Ajuda.





SPED Reinf - Retenção do INSS para o evento R-2020

Implementada geração das notas modelos '07', '08', '09', '10', '11', '26', '27', '8B', '57', '63', '67' de saída com retenção de INSS no registro R-2020 do SPED Reinf. Para isto é importante que no lançamento da nota aba 'Retenções' no campo 'Valores retidos de INSS' a informação esteja preenchida. 




Possibilidade de inclusão do recibo do evento processado no SPED Reinf

Agora para os cliente que enviaram os eventos do Sped Reinf e esses já se encontram processados no portal e-cac. Poderão acessar o sistema Fiscal na Central Reinf e informar o recibo no evento com situação "pronto para o envio" ou "Lote rejeitado". 

Esse procedimento poderá ser feito em algumas situações:

          1. Envio do SPED Reinf, através de outro sistema que não seja Alterdata.

          2. Troca de contador, em que o contador novo utiliza o sistema da Alterdata.

Para solução dessas situações, basta acessar a Central Reinf e localizar o lote ao qual deseja inserir o número do recibo e clicar duas vezes para abrir o "Visualizador de Arquivo",  onde deverá incluir no campo Número de Recibo e confirmar. 

Automaticamente o status mudará para processado, podendo desta forma gerar os demais eventos sem problema, essas alterações ficarão salvas no histórico de auditorias.

Antes já era fácil, agora ficou mais fácil ainda! 





Movimento de "Outras Apurações" (RS)

Foi elaborada uma melhoria no sistema, onde se faz possível que as empresas do Rio Grande do Sul (RS) realizem lançamentos no movimento de "Outras Apurações", acessando o caminho "Lançamentos > Outros Débitos e Créditos > Outras Apurações". 

A tela tem como objetivo receber informações para suprir a geração do EFD ICMS/IPI com o registro 1900 e seus registros filhos.

Este registro, a critério da legislação de cada UF, possibilita a escrituração do ICMS de operações especificadas e, também, pode ser utilizado para a apuração da diferença entre o preço praticado na operação a consumidor final e a base de cálculo utilizada para o cálculo do débito de responsabilidade por substituição tributária (ressarcimento/restituição/complemento), de acordo com a nova legislação de ST.

**Além do RS, estes recursos também estão disponíveis para as empresas do estado do Amazonas (AM).**





Como excluir eventos com situação "Lote rejeitado" na Central SPED Reinf?

Calma, que explicarei para você!

Foi implementado na central SPED Reinf a possibilidade de excluir evento com situação de "Lote rejeitado", para isso acesse a Central SPED Reinf, localize o evento a ser excluído e clique em 'Detalhes', após bastará clicar sobre "Excluir".




Você sabe como configurar a procuração digital pelo sistema para geração do SPED Reinf? 

Para te auxiliar neste procedimento, foi implementado na tela de configuração do certificado digital, o link que dará acesso as informações para configuração da procuração digital diretamente  no portal do Ecac.

Basta acessar Aba Federal > SPED Reinf > SPED Reinf, ao gerar a Carga inicial ou os Eventos periódicos, na tela após informar a empresa, será possível informar o tipo de certificado "Certificado é procuração digital". Ao marcar tal opção, você terá acesso ao link https://ajuda.alterdata.com.br/fiscalbase/reinf-erro-de-validacao-ms0015-57399771.html, que contém as informações que te auxiliarão no cadastro da procuração.




Você sabe identificar a empresa Matriz e Filial na Central SPED Reinf? Ou ainda, a situação do certificado digital? 

Veja agora essa novidade que irá lhe ajudar no cumprimento desta obrigação:

Agora na Central Sped Reinf temos duas novas colunas: Coluna Certificado, por onde você poderá consultar o status do seu certificado digital e desta forma, realizar as devidas atualizações no cadastro deste. E a coluna Filial, pela qual poderá filtrar as filiais para melhor conferir.

Como a quantidade de colunas não foi suportada pelo grid da Central Sped Reinf, incluímos um botão que dará acesso a seleção de colunas. Com isso, você poderá personalizar a Central Sped Reinf criando os cenários de acordo com sua necessidade.




Geração da Guia de ISS-DF.

Para você do Distrito Federal, temos uma novidade.

A partir da versão 6.1292.1 do sistema Fiscal, ao gerar sua guias de ISS do DF esta, será armazenada no gerenciador de guias, , possibilitando a integração manual e automática dessa guia para o Sistema contábil.


Apuração de PIS/ COFINS para empresas que possuam liminar para a exclusão do ICMS da base de cálculo

Para você que se enquadra nessa situação, temos novidades para você!!!

Para as empresas que possuem processo judicial que permite excluir da base de cálculo do PIS e da COFINS o valor do ICMS a recolher do período, conforme COSIT n. 13/2018 (Coordenação Geral de Tributação) da Receita Federal, liberamos algumas novidades.





Complementação de Alíquota, para Empresas do Simples Nacional do estado do Tocantins

Calma, que explicarei para você!

As empresas do Simples Nacional recolhem mensalmente os seus tributos, mediante documento único de arrecadação (DAS), porém há situações em que o recolhimento será feito a parte, como a Complementação de Alíquota.

E pensando em facilitar e ajudar você nesse controle, temos uma ótima novidade.

Agora o cálculo do imposto será realizado automaticamente pelo sistema sobre as compras Interestaduais de Mercadorias para Revenda com incidência de ICMS, e para melhorar, quando no período ocorrer Devoluções de Compra Interestaduais de Mercadoria para Revenda com Incidência de ICMS, esse valor será abatido.

O cálculo de cada nota poderá ser verificado na aba "Específico - TO", o sistema vai preencher de forma automática o valor de base da complementação de alíquota, a alíquota e valor no momento do alinhamento de saldo.






Muitos Códigos de Serviço para Cadastrar? 

Já pensou na possibilidade de importar uma planilha com todos esses códigos?

Não precisa mais pensar, nós já pensamos para você! 

Agora será possível importar uma planilha no formato excel, para alimentar o cadastro de Código de Serviços ISS.



Possui liminar para a exclusão do ICMS na base de PIS/COFINS?

Pensando nessa situação, temos novidades para você!!!

Algumas empresas que entram na justiça e obtém aprovação no processo judicial poderão excluir da base de cálculo do PIS e da COFINS o valor do ICMS a recolher do período, para atender a essa necessidade do que foi determinado e julgado para fins de cumprimentos judiciais conforme COSIT n. 13/2018 (Coordenação Geral de Tributação) da Receita Federal, estamos liberando algumas configurações e cadastros para facilitar a sua apuração. 

Apuração do ICMS para empresas do RJ, com base na LEI Nº 6331/2012.

Se enquadra nesta lei? Então veja como configurar o sistema para realizar a correta apuração:

 

Conforme o Artigo 1º, para as empresas enquadradas nesta lei, fica concedido, em caráter opcional, regime especial de tributação para alguns estabelecimentos. Com isso, para que o sistema passe a calcular o ICMS com base na lei citada é necessário que a empresa esteja configurada para apurar o benefício fiscal.





Geração das contas contábeis para o SPED Contribuições Consolidado

A partir de agora ficou mais simples realizar a geração das contas contábeis em seu arquivo, veja como:

Para o SPED Contribuições consolidado, campo de conta contábil para empresas configuradas para gerar o registro 0500 do SPED Contribuições será preenchido, conforme a conta credora informada nos lançamentos automáticos dos movimentos.

Para os movimentos de saída, cupom fiscal e ISS saída será considerado o lançamento automático informado no campo valor contábil.




Precisando alterar o lançamentos contábeis das guias baixada pela Central e-CAC?

A partir dessa versão as guias baixadas de forma automática pela Central e-CAC, você poderá alterar as informações contábeis  no gerenciador de guias. 



Central e-CAC com Ocorrência "Guia não localizada"

Algumas empresas ao utilizar a central e-CAC, estão recebendo notificações sobre guias não localizadas. Isso ocorre, pois a guia baixada pela central  não se encontra no sistema Escrita fiscal no gerenciador de guias.

Como resolver esse problema, e não ficar aparecendo ocorrências como essa em nossa central e-CAC? 

Pensando nisso criamos mais uma novidade!!!

Agora quando o sistema identificar que tem um guia baixada pela central e que não esteja em nosso gerenciador de guias, você poderá gerar a guia através da central e-CAC.


SPED REINF - Início da obrigatoriedade

Algumas empresas têm apresentando erros no envio do SPED Reinf, quando essas já enviaram a carga inicial. Apresentando erros nos eventos periódicos ou duplicidade na carga inicial.

Pensando em solucionar e amenizar o problema. Criamos uma proteção em nosso sistema para você !

A partir da versão 6.12.91.3 do sistema escrita fiscal, quando já tiver ocorrido o envio da carga inicial (R-1000),  e essa já tiver sido processada não será possível realizar a alteração na data de início de obrigatoriedade no cadastro da empresa.


Precisando gerar o Bloco K, referente a produção conjunta?

Agora na versão 6.12.91.0 do Fiscal será possível a geração dos registros referentes a produção conjunta.



Geração da quantidade de notas canceladas no Bloco B SPED Fiscal do DF.

Visando atender o novo layout do SPED ICMS  para geração do Bloco B com o movimento das notas de ISS, foi implementado no lançamento das notas o campo Notas Canceladas para empresas do Distrito Federal. 




Campo 'Abatimento'

Você sabia que foi criado um novo campo 'Abatimento' no movimento de notas? Ao realizar a importação da nota o valor de ICMS desonerado será gravado no novo campo de abatimento.

A opção só ficará visível em notas com data de escrituração a partir de 01/01/2019.



Módulos


Ajuste Movimento SPED

Ajuste SPED PIS/COFINS

Agora você não precisa mais se preocupar em ter que ajustar o CST em lugares diferentes, o sistema faz isso por você!

No ajuste de CST ICMS por nota ou por CFOP, será realizada a alteração nos itens e na aba geral da nota.

Consulta de Notas e Produtos

Ajuste SPED

Temos novidade fresquinha pra você! 

O módulo de "Ajuste Movimento SPED" agora também poderá ser acessado diretamente do módulo Consulta de Notas.

Basta acessar Lançamentos > Notas Fiscais e Produtos > Ajuste Movimento SPED.

Facilitando ainda mais suas conferências e ajustes!




Nova Consulta Notas Fiscais e Produtos

Efetuada melhoria no Consulta de Notas Fiscais e Produtos, onde foram realizadas alterações na forma de Inclusão, Edição e Exclusão de Notas Fiscais, para que não seja mais necessário habilitar a edição das notas Fiscais. Sendo assim, a partir desta versão será possível realizar a edição das notas utilizando:

1 - Os botões na parte superior do Grid.

2 - Os botões dentro do grid que são exibidos com o clique do botão direito do mouse.

3 - Os botões ao lado direito do Grid.

 



Consulta Iss, Receitas e Deduções

Consulta ISS, Receitas e deduções - Edição em bloco

Novidade!! Para agilizar o seu processo de edição das notas de serviço!!

Isso mesmo, agora o sistema realiza a edição em bloco de novos campos!!




Personalização de Colunas

Pensando em facilitar o seu dia a dia, foram implementadas novas colunas de personalização. Veja abaixo essa novidade 

Colunas implementadas para ISS Saída: Base de IRPJ, Base de CSLL, Base de PIS, Base de COFINS, Aliq. IRPJ, Aliq. CSLL, Aliq. PIS, Aliq. COFINS, Valor IRPJ, Valor CSLL, Valor PIS e Valor COFINS.

Colunas implementadas para ISS Tomador: Base de PIS, Base de COFINS, Aliq. PIS, Aliq. COFINS, Valor PIS e Valor COFINS.

Os campos referentes a IRPJ e CSLL serão calculados apenas para saída, pois não há valores a se creditar referentes a estes tributos em notas de ISS Tomador.

Como não há campos para o cálculo (nota a nota) destes tributos nas tabelas de notas de serviço, os valores serão calculados pelo próprio módulo Consulta de ISS, Receitas e Deduções.




Consulta ISS, Receitas e Deduções, de cara nova! 

Agora a tela do Consulta ISS, Receitas e Deduções está com uma interface nova. Através dessa nova tela podemos visualizar melhor os recursos que o módulo nos oferece. Além de poder de forma rápida acessar o Centro de Aprendizagem Alterdata e aprender mais sobre ele.




Muitas notas de serviço e precisa realizar edição em bloco de forma otimizada?

Temos novidades para agilizar seu processo de edição de notas de serviço.

Agora no módulo consulta de ISS,Receitas e Dedução será possível a editação em bloco de alguns campos como o Modelo das notas de serviço prestado, a alíquota de ISS, o valor de ISS e o valor de ISS Retido. Também poderá ajustar os valores dos tributos federais retidos (PIS, COFINS, CSLL, IRRF e INSS).





DAPI - MG

Restituição e Complementação ST o que muda na DAPI - MG? 

Devido a alteração da legislação DECRETO N° 47.530, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2018, para lançamento da  complementação ou restituição de valores de ST, alguns campos na geração da DAPI, sofreram algumas mudanças. 





DAS

Geração da Guia DAS

Ao gerar a guia DAS pelo PGDAS, poderá ocorrer uma diferença, se comparado com o valor da guia calculada pelo sistema Fiscal, isso por conta de arredondamentos realizados.

Por isso, agora, quando o módulo da DAS se conectar com o PGDAS, o valor da guia gerada no Fiscal será atualizado, ficará conforme o valor da guia gerada no PGDAS.

Também será feita a seguinte verificação ao realizar a geração do relatório de conferência da DAS ou a geração da DAS pela segunda vez no Fiscal:

          • Caso o novo valor a pagar tenha uma diferença de até 10 centavos se comparado com a guia anterior, gerada na integração com o PGDAS, o valor da guia não será atualizado no módulo Gerenciar Guias.

          • Se a diferença for maior que 0,10, o valor da guia será atualizado em Gerenciar Guias, neste caso, é indicada uma nova integração com o PGDAS, para que o movimento também seja atualizado neste portal.

Foi incluída uma observação ao final do relatório de conferência da DAS, para que você tenha ciência de que podem existir divergências de valores entre o sistema e o PGDAS.






DASN/ DEFIS

Geração da DASN/DEFIS pelo Certificado digital

Você sabia que já pode gerar a DASN/DEFIS, relativa ao período de 2018, pelo fiscal através do certificado digital?






DESTDA

Complementação/ Restituição de ST para MG

A partir desta versão, quando ocorrer notas de restituição/complementação de ST para Minas Gerais, esses valores também serão considerados para geração dos registros G620/G625, onde serão considerados como crédito os valores dos ajustes SPED com códigos MG11000015 ou MG21000018 e débito o valor do ajuste SPED com o código MG41000015.

Para que os valores sejam gerados nesses registros é necessário no movimento de notas fiscais, na aba Ajuste SPED Fiscal ou dentro do item nesta mesma aba, estejam preenchidos os códigos de ajustes e o valor de ICMS correspondentes, não é necessário preenchimento de valor de base e alíquota.

Para habilitar a aba Ajuste Sped Fiscal no movimento de notas fiscais:

Acesse cadastro da empresa, na aba área federal, sub aba Sped fiscal, marque o perfil da empresa para gerar o SPED Fiscal e a opção Gerar Registro C197 e D197.






GIA SP

Geração do registro CR=18

Para as notas de transportes com CFOP iniciado com 6, caso o cliente ou o destinatário pertença a um dos municípios da Zona Franca de Manaus ou Áreas de Livre Comércio, e a operação permita o benefício da isenção, os valores serão gerados no registro CR=18.

          • Guajará Mirim (RO)

          • Brasiléia (AC)

          • Cruzeiro do Sul (AC)

          • Manaus (AM)

          • Bonfim (RR)

          • Macapá (AP)

          • Santana (AP)

          • Presidente Figueiredo (AM)

          • Rio Preto da Eva (AM)

          • Tabatinga (AM)

          • Epitaciolândia (AC)

          • Boa Vista (RR)

          • Pacaraima (RR)





SPED Contribuições

Precisa entregar os Bilhetes de passagens eletrônicos no Sped Contribuições? Já temos o recurso!

Na versão 6.12.69.0 do gerador Sped contribuições, você que trabalha com Bilhete de passagem eletrônico modelo 63, o sistema irá gerar no arquivo Sped os registros D100, D101, D105, D200, D201 e D205 referentes a este modelo de nota.





Geração do Campo 13 no Registro 1900

Implementado no registro 1900, campo 13 (Conta Contábil), a descrição "sem movimento no período" quando a empresa não tiver movimentação no período da escrituração.




SPED Fiscal

Não gerar valores de PIS/COFINS

Já conhece essa novidade?

Para você que, ao gerar o SPED Fiscal, precisa que os valores de PIS e COFINS deixem de ser gerados, basta acessar o cadastro de empresas, na aba Área Federal >> Subaba SPED Fiscal", e marcar a opção "Não gerar valores PIS/COFINS".  Com isso, o o sistema deixará de gerar nos registros C100, C170, C300, C321, C350, C410, C425, C460, C470, C500, C510, C800, D500, D510, D600 e D610 os valores relacionados a PIS e COFINS.






Importador NFe

Tipo de Equivalência

Temos novidade fresquinha pra você! 

Foi criada a opção de cadastro de equivalência de CST de IPI por CFOP para importação de notas pelo importador INFE. 

Para incluir a equivalência de IPI, a tela foi modificada incluindo um campo no topo da tela com as opções de "ICMS" e "IPI".

E também, foi incluída a coluna "Tipo" na tela dos lançamentos de equivalência, onde será apresentado o tipo de equivalência selecionado. 

A partir do momento que você realiza esse cadastro, não será necessária a alteração do CST de IPI dentro dos itens das notas para o cálculo do imposto, uma vez que o sistema irá respeitar e equivalência cadastrada. Dessa forma, seu tempo será otimizado!





Importação de CTEs

Novidade fresquinha para auxiliar você! 

Em Lançamentos > Importação e Exportação > NFe / CTe, foi criada uma melhoria referente a atribuição da modalidade de frete na importação de CTEs. Foi criada a opção "Conforme CTE" na seleção de "Moda. de Frete" em Configurações Avançadas > Outras Configurações, onde a mesma irá verificar a modalidade do frete de acordo com a condição do tomador da nota.





AVA e a importação de notas fiscais eletrônicas via chave de acesso

Já conhece a novidade na importação de notas fiscais eletrônicas através da chave de acesso? A partir de agora a AVA te auxilia neste processo.


Precisando integrar sua movimentação  por meio da data de pagamento?

Você que precisa integrar sua movimentação de notas fiscais com o sistema Contábil, separando por tipo de pagamento de cada nota, veja essa novidade e saiba como realizar este procedimento.


Importação de notas de Complementação/Restituição de ST para Minas Gerais

Precisando importar notas de Complementação/Restituição? 

Agora, essa importação será possível  e não se preocupe! De acordo com as informações da sua nota o sistema irá gerar de forma automática o código de ajuste correspondente conforme o DECRETO N° 47.530, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2018.


Equivalência automática de CST's nos itens para empresas do Simples Nacional

Você sabia que já é possível realizar a equivalência automática de CST's dos itens para as empresas do Simples Nacional ?


Importador SPED - Layout Receita 

Importador SPED  - Layout Receita 

Importando itens dos cupons fiscais eletrônicos, modelo 59 (SAT)

Este processo de importação será possível quando o arquivo for gerado ou exportado pelo sistema SHOP da Alterdata com uma estrutura compatível  com a importação no sistema Escrita Fiscal, para carregar os dados do item. Se o arquivo estiver apenas na estrutura conforme o guia prático da Receita  Federal o item não será importado, haja vista, que no guia prático não constam os campos necessários para que o item deste modelo seja importado. Em outras palavras no guia prático o modelo deste tipo de documento 59 se encontra no registro C800, porém no sistema SHOP, com o arquivo gerado para integrar com o Escrita Fiscal da Alterdata,  estes documentos deverão ser gerados no registro C100, permitindo que na importação para o Sistema Escrita Fiscal os itens sejam importados.








Autor do artigo: nath.dsn.pack