Configuração do Performance Tunning


    Este artigo tem como objetivo orientar o usuário com uma referência não restritiva de configuração para o Pervasive em clientes que utilizam o Gerenciador de Aplicativos Prosoft - GAP, é importante que seja feita análise do ambiente para melhor entendimento das configurações ideias.

    Informações Adicionais: As configurações descritas neste manual se aplicam à estação, porém é necessária atenção ao servidor em relação às suas configurações como cliente, para configurações especificas do servidor verifique documento específico.

    Como base para as informações deste manual foi utilizado a referencia oficial da Actian no link

    https://docs.actian.com/psql/psqlv13/index.html#page/advops%2Fperformance.htm%23ww99582

    1- Acesse o Menu Iniciar do Windows, no campo de pesquisa digite PCC e depois de localizado dê um duplo clique para acessá-lo.

    2- Clique em Configure MicroKernel Router.


    Guia Access:

    Na guia access definimos qual mecanismo de banco será prioritariamente utilizado, configurações erradas aqui podem ocasionar total parada da estação ou até mesmo de todas as estações devido à uma má configurada.

    • Gateway durability:Esta configuração faz com que a máquina possua uma lista de servidores que possuem ou não a engine do Pervasive, para os ambientes Prosoft mantemos sempre desligada para evitar qualquer tipo de conexão à um servidor que não responderá.
    • Use Local MicroKernel Engine: Indica para o Pervasive que deve ser utilizado o engine da própria máquina, esta configuração deve ficar ativada apenas na maquina que possui as licenças, em geral o servidor.
    • Use Remote MicroKernel Engine: Indica para o Pervasive que deve ser utilizado o engine do local onde estão os dados, esta configuração deve ficar ativada em todas as estações, inclusive no servidor.

    As demais configurações não deverão ser modificadas.

    Guia Communication Protocols:

    Nesta guia é feita a definição dos protocolos de comunicação que deverão ser utilizados

    • Supported Protocols: Deve ser mantido selecionado apenas o protocolo TCP/IP, isso impede que o sistema tente primeiro se comunicar por meio de protocolos que não são o correto. Apesar de muito incomum, se o cliente utiliza algum dos outros protocolos então ele poderá ser marcado.


    Guia Communication protocols:

    A guia permite selecionar se deve ou não ser utilizado cache local.

    • Use Cache Engine: A configuração é útil para que o Pervasive realize cache localmente na estação, é importante que a mesma configuração não fique ativa no servidor.

    Guia Security:

    Não realize alteração alguma nesta guia, pois o dado informado em Runtime Server Support é utilizado para fins de login integrado do sistema, ao informar um usuário específico é possível que haja uma falha de login que implicará em erros e lentidão.


    Guia Application charact:

    Nesta guia é possível definir algumas configurações características da aplicação, nenhuma alteração se faz necessária.

    Após esta configuração é necessário reiniciar o serviço do pervasive na estação.

    Reinicialização do serviço do Pervasive:

    1- Acesse o Menu Iniciar do Windows, no campo de pesquisa digite services.msc e pressione Enter.


    2- Na lista que é aberta localize o serviço Pervasive PSQL Client Engine.

    3- Clique com o botão direito do mouse sobre o Pervasive PSQL Client Engine e escolha a opção Reiniciar.

    Configurações de Pervasive no Servidor:

    Para maiores informações, acesse:

    I492 - Performance Tunning do Pervasive - Servidor




    Outros meios de obter suporte