Utilize este cadastro para informar as operações que movimentarão o estoque da empresa. Dotado de conceito aberto, por meio desse cadastro você pode apenas cadastrar operações de Entrada e Saída ou ampliar com entradas, saídas, vendas, compras, devoluções, transferências e etc, uma vez que cada uma destas situações terá sua respectiva operação.

  1. Clique na aba Produtos e Serviços, na tela principal do Shop.

  2. Clique em Fiscais.

  3. Selecione a opção Operações.

    Atenção!

    Se for um ambiente de rede de lojas, as inclusões e alterações realizadas no cadastro implicarão em alterações no modo de operação das suas lojas.
    Certifique-se de que as alterações realmente são necessárias e que estejam corretas.

  4. Clique em Novo.
  5. Informe a descrição para operação a ser cadastrada.
  6. Selecione o tipo da operação a ser cadastrada.
  7. Clique nas abas para o preenchimento dos dados referentes a operação que deseja cadastrar.

    Principal   

    1. Informe os Códigos Fiscais de Operação (CFOP) da operação, o principal e  para produtos com Substituição Tributária.

      Não será permitido informar CFOPs de faixas diferentes nos campos Código fiscal (CFOP) e Código fiscal (CFOP) para produtos com substituição tributária do Cadastro de Operações.
      Para mais detalhes sobre como cadastrar um CFOP, consulte o tópico Códigos Fiscais de Operação - CFOP.


      (tick) Caso informe um CFOP de devolução em que não esteja selecionada a opção Devolução de venda, uma mensagem de aviso será exibida para que o acerto seja feito e a operação seja cadastrada corretamente.

    2. Informe Operação de devolução que deseja vincular a essa operação.

    3. Caso trabalhe com Código fiscal (CFOP) alternativo.

      1. Clique em para habilitar a opção Trabalha com Código Fiscal (CFOP) Altercativo.

        Este campo será exibido caso a operação seja do tipo Venda ou Saída.
        Este campo será muito útil para que ao fazer vendas para consumidor final e vendas para atacado, o CFOP correspondente seja utilizado!

        CFOP Alternativo

        Este comportamento do sistema, quanto ao uso de um CFOP alternativo se refletirá nos seguintes pontos do Shop:

      2. Informe o CFOP que srá utilizado por produtos que estiverem com a opção Utiliza CFOP alternativo marcada em seu cadastro. 
     Complementar   

    Saiba mais sobre determinado campo do cadasto Digite sua busca abaixo...

    Oops, it seems that you need to place a table or a macro generating a table within the Table Filter macro.

    The table is being loaded. Please wait for a bit ...

    CampoDescrição
    Movimenta o estoque dos produtos
    1. Marque a opção Movimenta o estoque dos produtos para que a operação movimente o estoque da sua empresa.
    2. Marque o Tipo de estoque a ser movimentado: Prateleira (mercadorias em prateleira dentro da loja) ou Depósito (mercadorias que se encontram no depósito da loja).
    Deve integrar com SPEDPor padrão, a cada nova operação cadastrada a opção Deve integrar com SPED será automaticamente marcada pelo sistema para que as movimentações realizadas com a operação sejam incluídas no arquivo de exportação do SPED.
    Obrigar informar cliente/fornecedor no documentoMarque esta opção, e ao utilizar esta operação será exigido o preenchimento do cliente ou fornecedor.
    Obrigar informar o prazo no documentoMarque esta opção se necessita obrigatoriamente que um prazo de pagamento seja informado em movimentações vinculadas a essa operação.
    Abate retenção dos impostos IRRF, CSLL e PIS/COFINS do total da notaMarque esta opção para que as retenções dos impostos IRRF, CSLL, PIS e COFINS sejam abatidas do total da nota no Movimento de Estoque.
    Permitir alteração manual de impostos, alíquotas e basesMarque esta opção para permitir a edição dos valores gerais do documento, como alíquotas, valores de impostos e outros. É especialmente utilizada para movimentações de compra e mercadorias.
    Títulos/Finaneiro

    Marque se a operação irá Gerar títulos separados para: Frete, Seguro ou Conhecimento de transporte.

    Esta operação não é válida se o sistema estiver configurado em Configurações e Manutenção/ Opções / Clique em Movimentação para Solicitar forma de pagamento ao gravar o documento de venda.

    Incluir na parcelas do fluxoMarque se a operação irá Incluir na parcelas do fluxo: Frete, Seguro ou Despesas acessórias.


     Custos   

    Saiba mais sobre determinado campo do cadasto Digite sua busca abaixo...

    Oops, it seems that you need to place a table or a macro generating a table within the Table Filter macro.

    The table is being loaded. Please wait for a bit ...

    A aba Custos será habilitada para operação do tipo Compra.

    CampoDescrição
    Não alterar o custo médio

    Marque a opção Não alterar o custo médio se a operação a ser cadastrada não puder alterar o valor de custo médio dos produtos como, operações de entrada por exemplo. Em geral, esta configuração se destina a movimentações de compra, porém, há exceções.

    Exemplo:

    Algumas empresas alteram o valor de custo médio nas operações de entrada, onde na transferência de mercadorias uma loja paga à outra, sendo necessário atualizar o valor de custo médio.

    • Abate ICMS do cálculo do custo médio
      Selecione esta opção para que o sistema retire o ICMS que está embutido no cálculo do custo médio.

    • Soma ICMS no cálculo do custo médio
      Marque esta opção para que a operação de compra some ao total o valor do ICMS do produto tributado no momento em que for realizado o cálculo do custo médio.

    • Soma IPI no cálculo do custo médio
      Selecione esta opção para que, ao informar o valor de IPI nas movimentações, o sistema some esse valor ao cálculo do custo médio.

    • Soma Substituição tributária no cálculo do custo médio
      Marque esta opção para que em todo documento de compra, ao calcular o custo médio, seja somado ao total o valor do ICMS do produto tributado ou, se for substituição tributária, apenas o valor da substituição.

    • Soma "Outros Custos" no cálculo do custo médio
      Selecione esta opção para que o sistema acrescente ao valor do custo médio do produto a quantia informada no campo "Outros" da composição do preço.

    • Operação de acerto do custo médio
      Selecione a opção Operação de acerto do custo médio para que altere o custo médio do produto na tabela estoque para o valor do item no documento.

      Esta opção estará habilitada apenas para compras e entradas e não poderá ser marcada juntamente com a opção Não alterar o custo médio.
      Selecione esta opção nas operações que serão usadas para acerto de estoque. Este tipo de operação pode ser usado para saída de mercadoria por quebra, validade vencida, mercadoria danificada, etc. Se estiver marcada, determinadas funcionalidades serão desabilitadas durante a digitação do estoque como, por exemplo, a ligação do Fornecedor ao Produto. Neste caso, o sistema não calculará o custo, apenas fará o acerto do estoque.

    Atualizar produto na compra
    • Atualizar o custo
      Selecione nesta área se no custo do produto será incluído: Frete, Seguro ou as Despesas acessórias.

      1. Marque a opção Atualizar o custo
      2. Maque o que deseja Incluir no custo do produto: Frete, Seguro ou Despesas acessórias.
      3. Marque se deseja Atribuir ao custo: Do fornecedor ou Outros.

    • Defina as opções de atualizações e inclusão, habilitando-as ou desabilitando-as.

      Atualizar o ICMS de compra;
      Atualizar o IPI de compra;
      Atualizar Substituição Tributária de Compra;
      Incluir forncedor no cadastro.


     Impostos   

    Marque  a opção de imposto a ser configurada no cadastro da operação pra que o cálculo ocorra.

    ICMS  

    Marque a opção ICMS para definir as opções:

    • Soma despesa acessória à base de ICMS 
      Selecione esta opção para que as despesas acessórias do documento sejam somadas à base de ICMS.

    • Considerar a redução de base de ICMS na base do DIFAL
      Selecione esta opção para que a base de cálculo do DIFAL abata os valores de Isenção/Redução do ICMS.

      Esta opção ficará visível no Cadastro de Operações quando o CFOP da operação for iniciado com '6'.

    • Soma frete e seguro à base de ICMS
      Marque esta opção para que o valor de frete e seguro do documento sejam somados à base de ICMS.

    • Abater desconto da base de ICMS
      Selecione esta opção para que o valor de desconto do documento seja abatido da base de ICMS.

    • Não calcular diferimento de ICMS
      Selecione esta opção para que o diferimento de ICMS não seja calculado.

      Diferimento

      Técnica de tributação que, assim como a suspensão do ICMS, posterga o momento do recolhimento do imposto. Desta forma, o fato gerador acontece (a saída da mercadoria do estabelecimento contribuinte do ICMS), mas não ocorre o débito do ICMS nesse momento.

    • Deduz ICMS
      Selecione esta opção para que o valor do ICMS seja deduzido do total do documento.

    • Não calcular FCP
      Selecione esta opção para não calcular o Fundo de Combate à Pobreza (FCP).

    • Habilitar mitivo de desoneração na NF-e
      Selecione esta opção para o campo Motivo da desoneração de ICMS seja habilitado na geração da NF-e.
      Esse motivo será de acordo com o CST utilizado. Os CSTs que se enquadram na desoneração de ICMS são: 020, 030, 040, 041, 050, 070 e 090.

    • Não utilizar o Código de Benefício Fiscal do produto na emissão da NFe
      Selecione esta opção se a sua empresa entrou em um regime especial de tributação e não deve gerar o código de benefício fiscal na NF-e em determinadas operações.

      Ao gerar a NF-e com a operação, o CBenef, o campo que identifica quais incentivos fiscais estão sendo concedidos pelo Governo do Estado na comercialização de mercadorias e produtos não será gerado.
      Na EFD ICMS, o código ainda será gerado para escrituração.

    • Alíquota fixa de ICMS
      Informe a alíquota de ICMS que será utilizada para calcular o valor do ICMS desonerado no campo Alíquota fixa de ICMS.

      Desta forma sempre que você utilizar essa operação, o CST e a alíquota de ICMS informados nela serão aplicados ao documento, o que auxilia no processo de emissão de documentos com desterminadas características tributárias específicas.


    • Situação Tributária Fixa
      Informar o Código de Situação Tributária (CST) fixo para a alíquota fixa desta operação.

      Por que um Situação Tributária Fixa?

      Digamos que a empresa seja do Lucro Presumido, a alíquota de ICMS para vendas dentro do estado para pessoa física ou jurídica que compra na condição de Consumidor Final com CST 000 seja 17% com CFOP 5102. Porém, para toda emissão de NF-e interna para contribuinte de ICMS que compre para revender a empresa possua um benefício que permita uma redução da alíquota de ICMS para 7% com CST 020 também com CFOP 5102.

      Para não precisar ficar alterando o CST ICMS manualmente, mesmo com a configuração de ICMS diferenciado para contribuinte, na Operação você pode utilizar um CST fixo.


    • Possui redução / acréscimo de base de ICMS
      Para configurar a operação para destacar o Valor de ICMS Desonerado, siga os passos:

      1. Selecione a opção Possui redução / acréscimo de base de ICMS.
      2. Selecione a opção Calcula desoneração de ICMS, se em virtude de algum benefício fiscal, sua empresa pagará menos imposto do que o previsto em situações normais.

        Se isso ocorre no Nota Fácil e você já verificou que não há promoções, tabelas de preços e nem desconto no cadastro do cliente. Se a operação utilizada estiver com a opção de Calcula desoneração de ICMS marcada e com o CST 041 - Não tributado, o cálculo de desoneração e o abatimento do valor do total do documento será feito.

      3. Selecione a opção Operação para Zona Franca de Manaus ou Área de Livre Comércio.
      4. Informe a Alíquota fixa de acréscimo de base de ICMS e substituição tributária.

      5. Informe a Alíquota fixa de redução de base de ICMS e substituição tributária.

        A Alíquota fixa de redução/acréscimo de base também incidirá no cálculo do valor de ICMS desonerado em produtos Tributados ou Substituição Tributária que utilizem os CSTs 030, 040, 041 e 050. Para efeito de cálculo, informe o percentual de redução igual a 100 no campo Alíquota fixa de redução de base de ICMS e substituição tributária e no campo Alíquota fixa de ICMS informe a alíquota que será utilizada para calcular o valor do ICMS desonerado.

      6. Selecione a opção Abater valor da diferença de ICMS do total do documento (desoneração de ICMS), se esse abatimento for necessário.
    Substituição Tributária  

    Marque a opção Substituição Tributária para definir as opções:

    • Alíquota de lucro
      Selecione neste campo se a alíquota de lucro a ser considerada para o cálculo da S.T. será a do Fabricante ou do Distribuidor. O valor da alíquota correspondente a um campo ou outro deverá ser informada na tabela de Cálculo de ICMS.

    • Modalidade de determinação da base de cálculo
      Selecione neste campo se a modalidade para cálculo será a Margem de Valor Agregado (MVA) ou Valor da Operação

    • Soma despesa acessória à base de substituição tributária

      Marque esta opção para que valores referentes às despesas acessórias existentes na nota sejam somados à base de Substituição Tributária.

      Dica:

      Essa configuração somente será válida se o rateio configurado em Opções/Nota Fiscal/Frete/Seguro/Outras Despesas/Rateio estiver diferente de Não Ratear.

    • Soma frete e seguro à base de substituição tributária
      Marque esta opção para que valores referentes ao frete e seguro existentes na nota sejam somados à base de Substituição Tributária. Este valor será informado dentro do próprio movimento.

    • Possui redução de base de substituição tributária
      Selecione esta opção para que a alíquota de ICMS de redução de base seja utilizada para calcular a base de Substituição Tributária. Esta alíquota é informada dentro da tabela de Cálculo de ICMS.

    • Soma valor de substituição tributária ao total da nota
      Marque esta opção para que o valor de substituição tributária seja somado ao valor total da nota. Esta configuração pode ser usada na venda com cálculo de S.T. da indústria para o comércio, por exemplo. Assim, no pagamento da nota o destinatário fará o ressarcimento do valor pago antecipadamente.

    • Abater desconto da base de substituição tributária
      Marque esta opção para que o valor de desconto seja abatido da base de substituição tributária.

    • Abater valor do ICMS do valor da substituição tributária
      Marque esta opção para que o valor do ICMS seja abatido do valor da substituição tributária.
    IPI  

    Marque a opção IPI para definir as opções:

    • Despesas Acessórias somam à base de IPI 

      Marque esta opção para que as despesas acessórias na nota sejam somadas às bases de cálculo do IPI.

      Essa configuração somente será válida se o rateio configurado em Opções/Nota Fiscal/Frete/Seguro/Outras Despesas/Rateio estiver diferente de Não Ratear.

    • Frete e seguro somam à base de IPI
      Marque esta opção para que os valores de frete e seguro sejam somados à base de IPI.

    • IPI incide no cálculo da redução de base do ICMS e substituição tributária
      Marque esta opção para que o IPI incida no cálculo da redução de base do ICMS e Substituição Tributária.

    • Abater desconto da base de IPI
      Marque esta opção para que o desconto aplicado na venda seja abatido da base de IPI.

    • IPI soma à base de ICMS
      Selecione esta opção para que o valor do IPI seja somado à base de cálculo do ICMS para situações de nota emitida contra consumidores finais.

    • IPI soma à base da substituição tributária

      Marque esta opção para que o valor do IPI seja somado à base de Substituição Tributária, o que é necessário em muitas situações.

      Para que esta opção esteja habilitada, a operação cadastrada também deve estar configurada para calcular Substituição Tributária.

    PIS/COFINS  

    Atenção

     Para operações que não calculam PIS/COFINS, o campo CST de PIS/COFINS estará habiltado.

    Este campo estará habilitado apenas se a operação a ser cadastrada não estiver configurada para calcular PIS e COFINS.
    Por padrão, os seguinte CSTs serão sugeridos neste campo:

    • Para as operações de Compra ou Entrada, o CST 98 Outras Operações de Entrada será sugerido;

    • Para as operações de Venda ou Saída, o CST 49 Outras Operações de Saída será sugerido. 


    Marque a opção PIS/COFRINS para definir as opções:

    • Abate PIS/COFINS do cálculo do custo médio
      Marque esta opção para que PIS e COFINS sejam abatidos do cálculo do custo médio.

    • Soma PIS/COFINS no cálculo do custo médio
      Selecione esta opção para que PIS e COFINS sejam somados no cálculo do custo médio.

    • Soma conhecimento de transporte na base de PIS/COFINS

      Marque esta opção para que o valor do conhecimento de transporte seja somado no cálculo da base de PIS/COFINS.

      Conhecimento de Transporte

      O que documenta a prestação de serviço de transporte de cargas realizada por qualquer modal (Rodoviário, Aéreo, Ferroviário, Aquaviário e Dutoviário). 

    • Abate PIS/COFINS da base do ICMS

      Selecione esta opção para que PIS e COFINS sejam abatidos da base do ICMS.

      Para que esta opção esteja habilitada, a operação a ser cadastrada deve estar configurada para calcular ICMS.

    • Abate ICMS da Base do PIS/COFINS

      1. Selecione a opção Abate ICMS da Base do PIS/COFINS para que o valor de ICMS seja abatido da base de PIS/COFINS nos seus documentos de venda.
      2. Selecione a opção Não abater o FCP da Base do PIS/COFINS.

        Por meio desta opção você pode determinar se a operação irá ou não abater o FCP da base do PIS/COFINS.

    Importação  

    A aba Importação será habilitada caso o CFOP iunformado se trarte de um Código Fiscal de Operação de Importação. 


    Marque a opção PIS/COFINS para definir as opções:

    • Soma o imposto de importação no cálculo do custo médio
      Selecione esta opção para que o valor do imposto de importação seja somado no cálculo do custo médio.

    • Soma o IOF no cálculo do custo médio
      Marque esta opção para que o valor do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF), cobrado pelos bancos nas operações com cartões de crédito, seja somado no cálculo do custo médio.

    • Soma despesas aduaneiras no cálculo do custo médio
      Selecione esta opção para que o valor da despesa aduaneira seja somado ao cálculo do custo médio.

      Alfândega ou Aduana

      Órgão público cuja responsabilidade é controlar movimentos de entradas e saídas de mercadorias, para o exterior ou dele provenientes, e cobrança dos tributos pertinentes.

    • Soma valor de ICMS ao total da nota e inclui em outros na composição de preço
      Selecione esta opção para que o valor de ICMS seja somado ao total da nota e incluído na Composição de Preço do item.

    • Soma valor de PIS/COFINS ao total da nota e inclui em outros na composição de preço
      Marque esta opção para que o valor de PIS e COFINS seja somado ao total da nota e incluso na Composição de Preço do item.

    • Soma valor de substituição tributária ao total da nota
      Selecione esta opção para que o valor de Substituição Tributária seja somado ao total da nota.

    • Inclui o imposto de importação em outros na composição de preço
      Selecione esta opção para que o valor do imposto de importação seja incluído no campo Outros da Composição de Preço do item.

    • Inclui o IOF em outros na composição de preço
      Marque esta opção para que o valor do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF), cobrado pelos bancos nas operações com cartões de crédito, seja incluído no campo Outros da Composição de Preço do item.

    • Inclui as despesas aduaneiras em outros na composição de preço
      Selecione esta opção para que o valor da despesa aduaneira seja incluído no campo Outros da Composição de Preço do item.


  8. (OpcionalClique em Validar operação para PDV Alterdata para validar a operação que será utilizada no PDV Alterdata.

    Este recurso facilita o cadastro das operações de venda / estorno utilizadas no configurador do PDV. Este botão será exibido quando o tipo da operação for Entrada (Estorno para PDV) e Venda (Venda no PDV).
    Se a operação não for válida, as inconsistências serão exibidas para a correção das mesmas. Para que esta validação ocorra, também será necessária a marcação do campo Venda a consumidor final, localizada na aba Principal do Cadastro de Operações.

    Caso o regime de tributação da empresa seja o Regime Normal, a opção Calcula PIS/COFINS deve ser marcada; caso contrário, o sistema criticará a validação da operação de venda para o PDV Alterdata. Para empresas do Simples Nacional, a validação não obrigará a marcação desta opção.

  9. Clique em Gravar.